16.11.06

 

Provavelmente, a melhor obra de Claude Lelouch (RPS)

É um filme de 1976, com assinatura de Claude Lelouch.
Manhã bem cedo, um Ferrari 275 GTB lança-se pelas ruas de Paris a uma velocidade estonteante, ignorando não só os limites de velocidade, mas toda e qualquer norma de todo e qualquer Código da Estrada.
É espectacular! São oito minutos de pura adrenalina e... um belo passeio por Paris...

Do piloto, sabe-se apenas que se trata de um profissional da Fórmula 1, da época. Mesmo interrogado pelas autoridades, depois da divulgação do filme, nunca Lelouch divulgou o nome do autor da contravenção grave, passível da pena de inibição de conduzir. Para a História ficaram, contudo, dois suspeitos: o francês Jacques Lafitte, por ser, publicamente, amigo do realizador, e o belga Jacky Ickx, por possuir um modelo 275 GTB da Ferrari.

No final percebe-se que a viagem valia todos os riscos.



Comments:
Sempre são oito minutos e quarenta e três de tonturas! E eu sempre pensei que, no fim, haveria porrada!!!

Afinal temos um happy end! Nada mau:)
 
É de tirar o folego...dá vontade de entrar numa aventura assim...
 
na realidade não cheguei ao fim... uma viagem demasiado longa e barrulhenta! credo!
 
Se a memória nãome engana este cineasta tem um filme que eu considero uma obra -prima Les Uns et les Autres,um filme sobre o holocausto nazi e a possibilidade de viver a vida a arte.
bjs RPS
 
A história que está por detrás do filme é manifestamente mais interessante do que o próprio.
 
belo comentário, marta r!
:o)
 
Marta R disse o essencial, mas não disse tudo, sobretudo para os velhadas cá do burgo, saudosos do tempo em que a F1 (e nós, e nós...) era bem diferente e havia uma série de pilotos verdadeirament rspeitados, mesmo que não ganhassem (Jacques Lafitte era um exemplo). Quanto a Lelouch, cineasta menor e pretencioso, ser o melhor filme (lol) não é grande elogio. Sobretudo a comparar com o Bolero da inultrapassável xaropada de Les uns et les autres grande sucesso dos meus tempos de estudante, ali no (ex) Pedro Cem. Dura quase o mesmo tempo...
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?