31.7.06

 

Churchill, o anti-lisboeta (RPS)

Estou a ler a biografia de Churchill. A oficial, de Martin Gilbert. Vou a um terço.
Antes de começar, dei uma volta pelo índice remissivo. Procurei Salazar. Nada. Procurei Portugal. Nada. Procurei Lisboa. Uma referência, na página 68! Transcrevo:

Em Dezembro (de 1896) Churchill foi a Calcutá (...). Mas quando chegou a Calcutá, encontrou-a (escreveu numa carta à mãe) «cheia de pessoas supremamente desinteressantes». (...) Mas estava satisfeito por ter visto a cidade «pela mesma razão que o Papá deu por ter ficado contente por ter visto Lisboa: seria desnecessário voltar a vê-la».

Comments:
E pronto, será desnecessário voltares a ler isso. Lol!
 
Mas eu até percebo o senhor...
 
Em contrapartida, andou por cá a pintalgar numa tela a baía...
 
O homem achou isso porque o Sporting ainda não havia sido fundado, o que só sucedeu em 1906.
Em 1896 nem o FCP existia, apesar de alguns pretenderem o contrário, numa interpretação revisionista da História...
 
Simpático, o senhor....
 
Winston Churchill era um tipo medíocre que como muitos tipos medíocres acabam por ter como único recurso a política...! Do U understand?
 
Ainda tem muita página pela frente...

(tenho de começar a escrever comentários mais longos, para conseguir ouvir os Clap Your Hands até ao fim)
 
Há uma referência na biografia de Churchill a Portugal além dessa, mas certamente não vem na biografia, por desagradável. é que na volta por África, teve um desaguizado com um certo Português. "Churchil na sua arrogância de Inglês levantou cachimbo", e o português foi-lhe às fuças. Ainda era jovem Churchil, mas provou os punhos portugueses. Vingança do ultimato. Abençoado português!
 
Não li a biografia de W. Churchill ( nem provávelmente a lerei) porém se nõa está referenciada a Vila de Câmara de Lobos, informo que o dito esteve a pintar as vistas num miradouro sobranceiro á baia, e que hoje está lá colocado uma estatua de Churchill, a lembrar a sua paixão pela pintura.Ele terá afirmado que depois de morrer os primeiros cem anos no ceú seria passados com a tela e o pincel.
 
Ainda sobre AJJ. Se algúem é critico em relação á linguagem e outras atitudes usadas pelo presidente do governo regional, sou eu.Considero que na politica não vale tudo, muito menos grosseirices,linguagem boçal e afins.Todavia quando está em causa o cidadão Alberto João Jardim, ele tem todo o direito á sua privacidade.E é aqui que alguns jornalistas falham.isto é, discirnir a linha entre uma situação e outra.
E eu sei do que falo.Porque já foi oposição activa (muitos anos) e também já escrevi algumas coisas (10 anos pelo menos) em jornais.
 
opsss tens de ler mais..ele via chegar à ilha:)))))))))
jocas maradas de fumos
 
opsss só agora li ...
reparei que mad ..andou por aqui....
td bem sem stress..nem trauma......
churchill esteve na ilha e gostou....
rps poderá confirmar nesse seu belo livro.....
qto a ajj está.gosta muito.....
ponto final
jocas maradas
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?