14.6.06

 

Professores (RPS)

Recordo com alguma saudade e admiração vários professores meus do Secundário. E do velho Ciclo Preparatório também. Alguns professores distinguiam-se dos outros por serem melhores. E nada tinha a ver com benevolência disciplinar ou nas avaliações. Percebia-se bem - mesmo um miúdo - quem eram os bons professores, os maus e os médios. Naquele tempo, todos ganhavam o mesmo ao fim do mês. Tanto quanto sei (estou muito afastado da realidade do Ensino) hoje em dia os bons, os maus e os médios continuam, tanbém, a ganhar do mesmo modo. Acho que só os anos de serviço contribuem para alguma diferenciação. Parece-me errado, mas não me perguntem qual é a solução. Não sei qual é - estou apenas convicto de que os professores deveriam ser avaliados e deveria haver alguma diferenciação salarial entre eles, de acordo com essa avaliação.
Não me choca que os Pais possam ter um papel nessa avaliação. Não o único papel nem o papel principal nem sequer um papel decisivo, mas algum papel.

Vem isto a propósito do clima de crise que se instalou entre Professores e Governo ou Ministério da Educação. Várias pessoas amigas e familiares meus (na maioria mulheres, por sinal) são professores. Noto-os bastante agastados e compreendo muitas das suas razões. Simultanemente, detecto-lhes alguns tiques corporativos.
Do outro lado, do lado da ministra da Educação, compreendo muitos dos seus reparos, a generalidade das suas intenções, mas parece-me que a senhora encontrou um registo algo provocador que explica, em parte, as reacções negativas da classe.

Acho que as duas partes têm algumas boas razões para assumirem as posições que têm assumido e, assim, não consigo estar ao lado dos Professores contra a Ministra nem ao lado da Ministra contra os Professores.
Acho, também, que os Professores mereciam melhores sindicatos e melhores dirigentes sindicais.

Comments:
Finalmente encontro um blog com uma análise ponderada e, no essencial, correcta da "guerra" entre professores e ministra (melhor dizendo, que alguns professores estão a fazer à ministra).
Todos poderão merecer melhor, mas os alunos e o saber nacional merecem e precisam, urgentemente, de muito melhor.
Parabéns.
 
Guerra que os professores estão a fazer à Ministra? Oh amigo, a leitura se calhar não tem sido a melhor.
 
Temos de apoiar os professores!!!
 
Amigo RPS,
DESISTO!
Se até tu que tens família e amigos professores não consegues perceber toda a injustiça de sermos responsabilizados pelas elevadas taxas de insucesso, bem como pelo abandono escolar dos alunos...desisto mesmo,também eu estou agastada.
já leste a proposta de revisão do actual Estatuto da Carreira Docente?
E já agora quem avalia os pais?
 
os professores nunca foram nem são uma "classe" unida..daí.....tanca coisinha pequena ..entre e fora deles....
e eu tenho respeito por profs afinal sou filha duma e já fui em tempos mas.... fica muito a desejar....
jocas maradas
 
toda a gente merece melhor...
melhor justiça, melhor saúde, melhor educação- na minha opinião as necessidade mais elementares da sociedade. tem de se começar em alguma lado. só com uma boa educação poderemos ter boas pessoas e consequentemente bons pais e bons profissionais. a função pública e, ainda mais grave, o ensino têm de deixar de ser a tábua de salvação dos desempregados. os critérios para que alguém se torne professor deveriam ser rigorosíssimos, com testes psicotécnicos e tudo!...não deveria ser professor quem quer, mas quem verdadeiramente tem vocação, tem poder de cativar os alunos e de lhe transmitir conhecimentos (e não só os que vêm nos manuais!). os alunos, esses, continuam a sentir se um professor é bom ou mau!
nas empresas privadas se faltas, não produzes, logo não progrides. qual é a dúvida?
posto isto, também acho que os professores deveriam ter mais autoridade nas salas de aula.
não me parece que a dita avaliação da parte dos pais seja feita dessa forma simplista que têm falado e com certeza que não é para ir lá reclamar só de "boca"...imagino que haja uma espécie de formulário onde se refiram determinados critérios...de qualquer forma acho a ideia ridícula e não vai ser isso a fazer qualquer diferença...Quantos pais se vêem nas reuniões?e os pais que queiram intimidar um professor já o fazem!!!
já me perdi...
volto depois.bjs.
 
Talvez eu pudesse escrever este post, se tivesse a 4ª classe completa.
Concordo com a generalidade.
Só acho que os professores, se calhar, têm mais culpa como pais do que como profissionais.
A verdade é que estou farto de ver putos mal-educados por aí e os pais a encolherem os ombros e a dizerem:
"Que riquinho".
Vi no outro dia uma puta duma criança numa farmácia...
Estive vai não vai p'ra lhe dar um chapo!
 
Nós somos os faltistas, nós somos os frustrados, nós somos os incompetentes, nós somos... nós somos, nós somos... Tal como C.C. desisto.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?