28.6.06

 

Aliados (RPS)

Por vezes, acusam-me de ser do contra. Por vezes, a acusação tem alguma ou, até, total razão de ser. Não é este o caso. Gosto mesmo da nova Avenida dos Aliados.

Pelo que ouço, leio e vejo há uma maioria esmagadora que contesta a mudança. Também me insurgiria se ela tivesse ocorrido porque sim ou porque alguém na Câmara se lembrou disso. Como sabemos, a passagem do Metro obrigou a que se escavasse tudo e, face à nova realidade, a obra original não poderia ser reconstruída. Era preciso fazer tudo de novo.

Naturalmente que se fossem solicitados 20 projectos, teríamos 20 soluções diferentes. Havia que optar e pediu-se apenas, tanto quanto sei, um projecto, assinado por dois nomes conceituados. Nasceu, assim, a nova Avenida dos Aliados. Esteticamente bonita, para o meu olhar que gosta do cinzento e do granito. E adequada ao novos tempos. Em tudo: até na ausência de sombras e de locais onde as pessoas se possam sentar. Os novos tempos são de passar e andar e não de estar. Para isso, a cidade oferece outros espaços.

No exagero da gritaria, já ouvi dizer que "o Porto perdeu a alma". Aceito que se possa não gostar da nova Avenida, mas evite-se a histeria e o disparate. Todos sabemos que a alma do Porto é imortal e, se o não fosse, teria morrido no início do século XX, quando se abriu a anterior Avenida dos Aliados. Todos quanto a choram parecem ignorar que a sua abertura e construção levou à destruição, ao verdadeiro arrasamento de "muito Porto", de tudo quanto existia, então, a norte da Praça da Liberdade. Algo que agora, obviamente, não se fez. A nova Avenida dos Aliados respeita muito mais a cidade do que o fez a anterior. Que também me deixa saudades, mas não me deixa parado no tempo.

a foto foi, obviamente, roubada ao melhor fotógrafo que conheço - no Porto ou em qualquer outro lado.


Comments:
«...Como sabemos, a passagem do Metro obrigou a que se escavasse tudo e, face à nova realidade, a obra original não poderia ser reconstruída...»
Não é verdade!O estaleiro para a estação subterrânea do apenas destruiu a placa superior da Avenida! A destruição da placa central e a Praça o resto veio por arrasto. Informe-se melhor (por exemplo-
aqui) antes de repetir o que querem fazer crer.

Quanto ao que diz sobre o facto de se ter arrasado o que lá havia antes, para se contruir a Avenida, não está levar em conta- primeiro, o que lá realmente havia e depois a propria evolução do conceito de património.
Talvez possa achar interessante este texto de um dos maiores especialistas da história do Porto: "O que está em causa não é só reinventar a Avenida, é falsificá-la"

Bem já para não falar do aspecto da chamada democracia participativa, que também não é de desprezar. Mais uma sugestão de leitura

Quanto a gostar: está no seu pleno direito. Ainda bem para si.

Cordialmente
 
todas as almas são imortais.
não é só a do Porto, a mais bela cidade do mundo.
 
voto em ti.
gostei de ler.te
gostei desse gostar de.....
ponto final

jocas maradas
 
pois eu estou ali como o "aliado", se gostas ainda bem para ti!

eu também gosto!
acho que deviamos cimentar tudo, e o que não desse para cimentar haviamos de transformar em terra batida!

acho que sim, o buraco estava pouco escuro, faltava tirar dali a calçada portuguesa e o verde.

aliás, o cinzento e o negro são cada vez mais a cor da cidade do porto...

haja o meu F.C. Porto azul e branco. quando este fechar acredita que a porra da cidade morre!
 
A porra da cidade morreu nada, everything.
Não é uma avenida, mesmo sendo essa, que mata ou dá a vida à cidade.
Moura sou eu e gosto do Porto, ainda assim...
Já a parte do FCP, dispenso, mas isso são outros quinhentos,,,
 
embora não tendo uma posição ainda absolutamente formada, sempre prefiro o verde (ou outras cores) ao 'cinzento-betão'...
mas as opiniões são isto: cada um as dá e desde que não ofenda, tudo bem.
Vou ter de meditar sobre o assunto (e talvez passar mais pela baixa para me habituar, ou não, ao novo cenário).
 
Pode ser que com estas obras o Porto passe a parecer se com uma cidade e não com uma aldeia com aspirações a vila.
X
 
é ... o problema é que com este tipo de obras, grande parte das cidades, vilas, aldeias que sofreram "requalificações" se parecem.
 
É sempre um drama quando se faz algum projecto novo numa cidade portuguesa...
 
lol, fabiana!
o problema é que a cidade do porto tem projectos novos há 10 anos!
há 10 anos que aquilo anda em obras!

isso é que é um drama!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
Não faço ideia quanto ao resultado final. De qualquer modo, gostei do post. Muito.
 
para quem não conhece a nova avenidada dos aliados:

http://cidadesurpreendente.blogspot.com/2006/06/aliados-memria-presente_21.html
 
Estão muito preocupados com uma avenida que no fundo é uma praceta.
Numa cidade de granito, o cizento fica melhor do que o verde. O problema é que as cores poderiam ter uma influência negativa nalgumas mentalidades provincianas que habitam na cidade a que chamam de invicta.
No meio de tudo isto, afinal onde anda o Carlos Romão?
Conto ir com o RPS explorar o novo cinzento do Porto, por troca da tão prometida visita guiada às 7 colinas da colorida Lisboa.
 
Era escusado o broche ao Carlos Romão
 
Gosto dos novos Aliados: estão discretos, com bom gosto. Também não admira: o projecto foi da dupla Siza/Souto Moura.
Acho inacreditável esta polémica; ainda nestes dias, duas obras de referência na arquitectura do Porto vieram abaixo e não houve blogues e abaixo assinados e tuti quanti!
Em tempo:
1. há só uma coisa que me deixa triste: parece que no Porto só se sabe (re)construir no cinzento do granito. A coisa já vem da Porto capital:nenhuma das intervenções me parece feia, lamento é que todas sejam praticamente uniformes
2.Acho imensamente piada a todos os portistas perdão portuenses que se gabam (e bem) da sua escola de arquitectura e depois se entretêm a boicotar cada projecto que o Siza Vieira ou o Souto Moura desenham para a cidade !
 
Sou dos que se passa com a quantidade de betão e a cor cinzenta; até dou o braço a torcer quando defendia o verde dos canteiros... acho que está mais bonito assim, mas não sei se repararam como está a coisa junto à Câmara! É de rir com o jardinzito mal amanhado e sem nexo nenhum. A piscina também não se percebe bem... e depois um imenso espaço no meio sem nada... bom... até pode estar melhor; mas tem tanto por onde se criticar que mais valia estar quieto!...

... mas há uma coisa no teu texto RPS que não posso deixar de criticar:
"Os novos tempos são de passar e andar e não de estar."
Porquê men! Não há razão nenhuma para que num espaço bonito como é a Avenida não existam cafés e esplanadas!
 
Bartleby: eu acho que devia haver. Mas isso não cabe aos poderes públicos. Os privados é que têm de alugar ou comprar espaços nos edifícios e investirem.
 
O projecto tem o qualificativo de quem o fez: um aborto! Cabe agora ao Porto reiventar-se naquele espaço!
 
Façam o que fizerem: NÃO TOQUEM NO MC DONALD'S, por favor

Aquela comida VIVE !!!
 
A discussão da estética tem os seus méritos, mas não será mais útil questionar o uso? Esplanadas, espaços de laser, de música, de teatro, exposições? Não ganharíamos todos, agora
 
(continuação)
que o metro nos coloca lá, fechar a avenida ao trânsito e deixá-la em exclusivo para as pessoas?
Por que não é este um tema de discussão?
 
Tenho de la ir ver...
 
Olha uma opinião diferente da opinião mais fácil! Eu também gosto... assim mais ou menos. Gostei mais do projecto que do resultado final. E gostei pelas exactas razões porque detesto o projecto para a Avenida da Boavista: aumento do espaço público de usufruto pedonal, escala, nobreza simbólica da imagem final. Um projecto éa antítese do outro.

Só achei absolutamete ridiculas as cadeirinhas de cozinha presas ao solo por um cadeado ao lado do bidé.
 
A acreditar no que diz o "aliados", a versão que eu sempre ouvi, a questão passa a ser porquê. Porquê mexer no que está bem? Porquê modificar um dos postais ilustrados da cidade? Um simbolo, uma das imagens do Porto...

E porque é que estes são tempos de passar e andar? Afinal que outros espaços oferece a cidade para quem quer ficar? Os desertos da Praça da Batalha e da Praça D. João I? O absurdo do Jardim da Cordoaria?

A Avenida dos Aliados está uma merda!
 
Sabe, tb me acusam de ser do contra. E algumas vezes até têm razão. E sabe que até tenho um certo orgulho disso pq tenho opiniões muito vincadas e gosto de defendê-las. mas neste caso tenho que concordar contigo, pq tb penso assim. Adorei descobrir este espaço. Continue assim.
Bjks
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?