10.3.06

 

Sensatez (RPS)


A foto tem dez anos. Uma delas chegou a "primeira dama". A outra, dez anos depois, recusa o estatuto. Pelo menos, li isso, de esguelha, numa publicação qualquer.
Enquanto figuras públicas, não nutro qualquer simpatia por nenhuma das duas. E tinha-as mais ou menos na mesma conta. Mas não, afinal há uma que é bem mais sensata. Maria, claro.
Não sei quais terão sido os fundamentos da recusa, mas que me surpreendeu... surpeendeu. Mas faz ela muito bem em não entrar em palhaçadas.

Comments:
A questão não é essa, RPS. A questão é: o que é que ela quis dizer com recusar-se a ser primeira dama?
Que se recusa a fazer a figura triste e patética de manuela eanes?
Temos mulher.
Que vai fazer essa triste figura, mas sempre a dizer que não é mais do que uma vulgar portuguesa que, por acaso, está casada com o primeiro servidor da nação?
Então desfaça-se-lhe o lombo a chicote na Praça do Comércio.
 
Sublinho o post.
 
Tirando umas visitinhas a instituições mais ou menos caritativas e ir ao lado, ou um passinho à rectaguarda do marido, (deve ser o protocolo que define o nrº de centímetros), qual é realmente o papel de 1ª Dama ?
Decorar o Palácio na altura de Natal, receber o rancho folclórico de Alguidares de Cima a cantar as "janeiras", participar num qualquer leilão caritativo organizado pelas senhoras do corpo diplomático ? Ou terá um papel de dona de casa, tipo definir o que se serve em tal almoço, ou tal jantar a tal entidade ?
Esta última questão não deve colocar-se, imagino. Então, 1ª dama é esposa de Presidente e basta. E isso, já é há que anos.
 
O marido é que não quer...
 
A decisão tem explicação simples: é para a Maria não andar sempre atrás do Aníbal e, porventura, ter de lhe lembrar em público que Thomas Mann e Thomas Moore não são o mesmo. Evitam-se, assim, embaraços ao homem que não lê jornais.
 
Subscrevo...
Nós por cá já temos palhaçadas que cheguem.
Beijinho terno.
 
...............surpresa mesmo.........e ainda bem..............
abraço.


feito de sensatez.....:)
 
"A questão não é essa, RPS."

Reparo agora que foi esta a minha primeira frase no comentário que inicia esta série. Usá-la significa que ando a ser demasiado influenciado por Pacheco Pereira.
 
O que é que ela vai fazer com o "não estatuto"? Deixar o Cavaco sozinho nas festas e nos eventos? Parece-me algo ridículo, sinceramente. Se é primeira-dama é primeira-dama ou devia sê-lo e mais nada. Deve acompanhar o marido. Eu acho que o deve acompanhar sempre que seja necessário, ainda que seja mero protocolo. Quer ser discreta, seja-o. Que seja inteligente e selectiva. O marido não quer marcar um novo estilo de presidência? Ela que marque um novo estilo de primeira dama. Não vejo a necessidade de demissão do estatuto. Só tem de ter o seu estilo próprio e demarcar o seu terreno dentro dessa função. Não vejo qualquer crise.Esta atitude parece-me o outro lado da paranóia.
 
maria, claro :))))))))))

jocas maradas
 
TR muito sensata (como sempre)
Maria apenas palerma
 
Mas que é bué da feia e mete medo ao susto - é !!!

Até o gajo parece lindo

"I did not have sexual relations with that woman" - eu até acreditaria nisto "in casu"...
 
Penso mesmo que este post podia ter o título do anterior:

"Coisa feia, muito feia (RPS)"
 
A D. Maria é gente muito fina sim senhores! E diz que assa uns carapaus à maneira! Fica é a cheirar uma beca a fumo, mas o Sr Silva não se incomoda, que também é homem do povo.
 
as marias normalmente são raparigas ponderadas...depois há excepções claro...mas é só para confirmar a regra...
 
Trata-se dum casal que sempre adoptou um "low profile". Aliás como deviam adoptar todos os responsáveis deste pobre país. O exemplo deve vir, sempre, de cima.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?