8.9.05

 

Ganância e cretinice (RPS)

Este tipo:





... é um futebolista admirável. Subavaliado pela generalidade da imprensa desportiva lisboeta pelas razões de sempre e que sabemos bem quais são.
Enquanto homem adulto, enquanto cidadão maior, de um ponto de vista cívico não passa, contudo, de um garoto, de um irresponsável. Acresce que, quando fala, é notório que o tipo roça a imbecilidade. É um cretino. Um néscio.

Obviamente que, se o não fosse, não teria deixado o FCP para jogar no Dínamo de Moscovo.
Quando soube da notícia, fiquei estupefacto. Como é possível que um futebolista de eleição troque o FCP pelo Dínamo de Moscovo? O campeonato português pelo russo? O Porto por Moscovo? Portugal pela Rússia?
Vi recentemente uma reportagem da SIC no condomínio fechado de luxo que o futebolista habita em Moscovo. Aquilo é de um luxo repulsivo, de móveis enormes, pesados, cheios de dourado e rococó. Obviamente que ele ali se sente mal. Eu também me sentiria e, por isso, jamais aceitaria viver ali.

A decisão de Maniche só se explica pelo facto de ter trocado 10 mil contos/mês por 40 mil/mês... E, talvez, pelo facto de se sentir diminuído perante outros colegas que emigraram. Para um futebolista, é um must ir jogar para o estrangeiro.
Se eu auferisse dez mil contos por mês, não haveria dinheiro que me levasse para Moscovo. Mas ele lá foi e descobriu agora que fez uma má opção. O sr. Nuno Ribeiro, vulgo Maniche, já não quer saber do dinheiro que lá ganha.

Maniche fez as declarações que sabemos, durante o recente estágio da equipa do sr. Scolari.
Até admito que dissesse estar arrependido, mas que o fizesse com um ar minimamente contristado. Ao assumir um erro, uma má decisão, um falhanço, qualquer pessoa adulta e de bem se sente mal. No mínimo, embaraçada. A ligeireza com que Maniche fez as declarações é chocante.


Com Maniche para Moscovo segiu também este tipo:





... outro grande jogador, um futebolista que também admiro e que tem - salta à vista - um QI bem superior ao do colega. Por isso, anda calado, mas deve também estar a tentar tratar da vida. Ou, então, sujeita-se apenas pelo dinheiro.
É bem capaz disso.
Recentemente, a SIC também apresentou uma reportagem com este. Costinha, que tem fama de vestir bem, exibiu para as câmaras um interminável fila de sapatos, botins, botas e similares. Nenhum par deve ter custado menos de 20 ou 30 contos. Confessou ter "para aí quarenta-cinquenta pares". Ainda está longe, portanto, da Imelda Marcos.
Camisas, disse ele, "tenho umas setenta". Nenhuma, estou certo, comprada na Feira de Custóias.
Costinha não é exactamente Maniche, mas, à sua maneira, não deixa de ser uma besta.


Não sou invejoso, é dos raros defeitos que não tenho. Mas não me importaria de ganhar os que estes tipos ganham. Agora, uma coisa vos garanto: se ganhasse o que estes cretinos ganham, até poderia ter outra casa e outro automóvel, mas o meu guarda-roupa seria o mesmo.

Comments:
Para o FCP o negócio também não deve ter sido mau e acredito que a decisão de ir para a rússia não tenha sido só deles. À conta do Dínamo (e não CSKA) o FCP embolsou muitos milhões, com as vendas do Maniche, Costinha, Seitaridis, Nuno, Derlei, Thiago. Obviamente que jogar na russia não seria uma prioridade para nenhum deles, mas tb é verdade que foram ganhar muito mais em moscovo do q ganhavam no FCP. E penso que é legítimo alguém como o maniche não gostar do sitio onde está. Agor, também concordo com o RPS que as declarações não foram felizes. É só uma forma de forçar a saída. e o deco bem diz que gosta de jogar com o maniche atrás... mais uma transferência, mais uns milhões a voar e mais umas comissões em perspectiva...
 
Não chamaria besta a Costinha por andar a mostrar os sapatos condizentes com a sua maneira gastadora de estar na vida.

Mas tens toda a razão, RPS. Maniche tem a alcunha que merece. Não é alto e loiro, mas burro.

E sim, de facto, o FCP não parece ter saída mal desta "infelicidade"... isso também conta. Não para a burrice mas para a saída de Portugal.
 
Concordo com JPF. Não considero que Costinha seja besta por gastar balúrdios em roupa. Se o tem e pode gastar, gasta-o como quer. Alguns em roupas, outros em CD's e livros, outros em colecções de selos, outros em obras de arte...
E se o mostra é porque assim o quer. Nada a apontar.

Maniche é diferente. Se o Dinamo fosse já o Chelsea de Leste, Nuno Ribeiro não estaria tão "angustiado"...
 
Caro JPF:
fazer do coleccionismo de roupa e calçado razão de vida parece-me muito limitador.
Já agora: quantos dos 50 pares terá ele usado?...


Caro MV:
É o Dínamo, de facto. Foi um lapso. Já corrigi. O teu comment é que perdeu algum sentido... Obrigado.

Dizes: "acredito que a decisão de ir para a Rússia não tenha sido só deles".
Talvez, mas isso ainda me faz mais confusão. Eles é que deveriam decidir e não dirigentes, empresários e chulos similares.

Finalmente, para os dois:
eu sei que o êxito de uma equipa depende muito do dinheiro. Mas não depende tudo.
Quantos milhões encaixou o Porto depois de Gelsenkirchen? Para que serviram?...
Nunca entendi os irmãos portistas que, ufanos, dizem:
"comprámos o Zézé por 400 mil e vendemo-lo por 600. Espectáculo! Ainda encaixámos 200".
Ora foda-se! Eu quero é títulos!
 
Caro hm:

Folgo em vê-lo por aqui. Mas só vi o seu comment depois de publicar o meu.
Claro que numa sociedade livre cada um gasta o dinheiro como quer. Cada um faz o que quer.
Há mulheres, por exemplo, que querem dar o corpinho a troco de dinheiro e fazem-no.
Há gajos que querem e dizem palavrões em público. Outros largam ventosidades anais. E há gajos que querem gamar e gamam.

Cada indivíduo tem os seus valores e o seu sentido de vida. E também a liberdade de fazer juízos críticos.
Vivemos em liberdade, mas não em anomia.

Dou de barato que terei exagerado em alguns adjectivos. Mas certos graus de desperdício chocam-me.
E considero a ostentação da riqueza material uma atitude reprovável.
Eu sei que a si também.
Volte sempre.
 
Aí é que está. O que ele faz com o dinheiro é lá com ele. Está no seu direito.

Mas eu tenho a mania de que as figuras públicas têm alguns deveres. Um deles é esconder bem a sua burrice para não nos ocuparmos delas. Outro é ter cuidado com o que se mostra. Sapatos, sofás luxuosos, carrões - é uma ofensa vangloriar-se em público destas posses. Já nem falo dos pobrezinhos, cuja única estroinice é muitas vezes o futebol e por vezes a taberna.Oxalá a Costinha,Maniche e outros não lhes aconteça nada como estar à hora errada no semáforo errado.
 
HM - apareça mais vezes...
 
Eu não comento este post.
JPF não gosta que eu fale de futebol...
 
E também não comenta nos blogs do lado
 
Bom.. mas já agora concordo com a parte do Maniche...
 
Eu concordo com ambas. Mais: tenho a certeza que se a maior parte dos meus amigos fosse convidada para sair de onde está para, a troco de mais dinheiro, ir trabalhar para a "Rádio da Joana-é só música bacana", declinava o convite. Por brio profissional, que é coisa que o Maniche não tem!
 
What the fuck is a Maniche?
 
Quem é a Imelda Marcos???
 
É a dos sapatos... tinha tantos que até ficou com os olhos em bico!
 
Por isso a minha mãe há dias me disse que era pior que a Imelda Marcos...
 
De anónimo para anónimo/a: quando Ferdinando Marcos caiu do poder, os ocupantes do palácio presidencial de Manila encontraram cerca de três mil pares de sapatos nos aposentos da primeira dama.
 
Depois dos sapatos só falta falarem de cabelos e carteiras...
Francamente!
 
eu já tenho dado a volta ao miolo por causa destes senhores, então desde que saiu a bomba (que afinal não era bomba) é que mais parvo ainda fiquei...

acho que o sr manicho podia, antes de ter assinado o contrato, ir à russia, dar uma volta, ver se gostava daquilo. acho que nao fazia nada de especial, gastar uns cobres. ao fim e ao cabo era um gajo que ia para o treino de porsche, não é?
e a pressa que houve em ir para ali... como se as inscrições acabassem no dia seguinte quando eles foram vendidos em maio! em maio!! até ao dia vinte e tal de agosto nao arranjavam clube melhor??? nao??

é impressionante como este gajo veio agora, 2 meses depois, dizer que já não gosta, que já não quer!!
puta que o há-de parir a esse cabrão!!

mas as máfias russas vão lhe já dizer: "oh seu boi, pagamos 14 milhoes de euros para te podermos pagar 60.000 contos por mês, não foi para agora dizeres que já queres ir embora, está bem?!?"

isto é um real insulto! ninguém é pobre senão de espirito...
 
Acho que era melhor continuar a falar de sapatos... e de carteiras... e de cabelos!!!
 
Eu fui apaixonado da Imelda Marcos. Passei a minha adolescência com ciúmes do Ferdinando. Consolei-me fantasiando com a Isabel Pantoja.
 
isto já parece o confessionário do julio machado vaz...
 
Coitadinho, tenho tanta peninha dele!! Bem feita, é para as pessoas não verem só $$$ à frente. Se ele já anda a dizer mal da vida dele, então que espere pelo inverno.

Quanto à forma como eles gastam o dinheiro, cada qual é livre de o gastar onde quiser, mas há gajos com sorte, muita sorte... milhares de pessoas a apertar o cinto diarimente, a fazer das tripas coração para terem dinheiro para as coisas indespensáveis e este fulanos com roupa e sapatos da alta costura, alguns modelitos dos quais, diga-se de passagem pirosos! Mas é a tal coisa os gostos são relativos...
 
Concordo com a parte do Maniche, menos com a do Costinha. Também é uma questão de (bom) gosto. Já agora, lembram-se de umas fotos da mulher do Maniche que sairam num pasquim cor de rosa ? Inenaráveis !
Mas o RPS ainda vive no futebol dos anos 60. É claro que eles foram obrigados a ir e quem não alinha (cf o Miguel) fo..., digo lixa-se. E a cena do Nuno Valente também deve ter aguma coisa por trás
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?