13.9.05

 

As mulheres dos militares (SM)

Há um fenómeno novo no burgo; a partir de agora os militares, que por lei não podem participar em manifestações, vão passar a contornar a dita chamando as mulheres e o resto dos parentes para convocar protestos.

Passa a ser assim :"Oh Benedita, eu quero receber aquelas horas extraordinárias, anda cá e vai ali abaixo à esquina chatear o Sócrates...". E a Benedita lá vai, mais o filho, mais o tio, o avô e o boca doce é bom , é bom é.

Quando forem chamados para o Kosovo, Afeganistão ou Iraque também vão chamar a Benedita e o resto da prole para os substituir? Cheira-me a falta de coragem para assumir consequências.

Comments:
Que raio de militares são estes, que chamam as sogras para bater no governo… ???
 
Ai, ai, ai, cara SM,

Bem se vê que a menina é de Lisboa.
Então não sabe que a mulher de um sargento se pode chamar Maria Ermelinda, Maria Arminda ou Arlete, mas nunca, nunca, Benedicta?
 
não permitem a manifestação dos tropas, mas autorizam a manifestação de extrema direita contra o lobby gay (leia-se Esquadrão G...). Pt no seu best...
 
Essa manifestação das mulheres está-me a deixar louco. Lá irei! Deve haver muita gaja boa!
 
os militares têm algumas coisas em comum com os júlios:
-mandam nas mulheres~
-tratam-nas mal
-quando estão sem dinheiro manda-nas para a rua
 
falta ali um "m", devia ser " mandaM-nas para a rua "
 
Eu conheço um Brigadeiro de Cascais que é casado com uma Benedita. Têm três miúdos: o Afonso, o Bernardo e a Carminho.
 
É começar a apontar os canhões...
 
O certo é que com um sem manifestação já conseguiram pôr toda a gente a falar disto, e agora vão conseguir que isso se prolongue por mais uma semana.

Parecendo que não, lá vão tendo o que querem ...
 
O meu post (abaixo deste) sobre o caso foi escrito antes da decisão dos tropas de mandarem as mulheres para a frente de combate.
Lá está: já não há tropa a sério.
Um tropa a sério não pede à mulher que lhe resolva os problemas da caserna.
Ou cala-se e obedece ou conspira para fazer um golpe de Estado.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?