31.3.05

 

A Chuva Pasmada (I) - (dora pê)


Chuva em Pemba - madalas.blogs.sapo.pt


"Estremecemos aflitos: a chuva tinha perdido o caminho. Acontecia à água o que sucede aos bêbados: esquecia-se do seu destino. Um bêbado pode ser amparado. Mas quem poderia ensinar a chuva a retomar os seus milenares carreirinhos?"

Mia Couto

Comments:
Não é certo que os bêbados esqueçam o seu destino...
Mais:
Mais vale ser um bêbado conhecido do que um alcoólico anónimo...
 
A nossa chuva ainda não se lembrou de nós. Cairam só uns pingos, mas já ninguém fala da seca que continua.
 
Gosto muito do MIA.Chegavam só as suas palavras.
RUTE
 
Concordo plenamente com o primeiro comment. Não entendo esse conceito do alcoólico anónimo. Eu enfrasco, mas dou a cara.
Zé Bagaço
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?